LAGOA NOVA: NOTA DE ESCLARECIMENTO.

A Secretária de Saúde do Município de Lagoa Nova, Marluce Félix, nos pede espaço para nota de esclarecimento sobre o ocorrido no hospital daquela cidade. Eis o teor da nota:

"A Prefeitura de Lagoa Nova, através desta nota, vem a público esclarecer de forma veemente, o episódio ocorrido no último domingo (18) no hospital Governador Garibaldi Alves Filho do município.

Após tomarmos conhecimento de algumas notícias distorcidas em alguns órgãos de imprensa que envolvem de forma negativa a gestão do hospital e a do município, queremos esclarecer de forma verídica os fatos:

01. É de total veracidade que o conselho regional de medicina, órgão responsável pelo zelo á profissão médica e aos seus associados, esteve em Lagoa Nova, visitando as instalações do Hospital do nosso município no último dia 18 de outubro (Domingo).

02. Em relação a inspeção realizada a verdade é que em nenhum momento, a equipe de plantão se negou a prestar todas as informações solicitadas pela representação do conselho, abrindo inclusive as dependências do hospital para que a comitiva visitasse a instituição que inclusive foi no momento pelo conselho muito elogiada.

03. O plantão diurno e noturno estava sob a responsabilidade de médico plantonista Dr. Thiago Dias que há vários meses trabalha na unidade e segundo o próprio médico o serviço estava transcorrendo normalmente, sem nenhuma anormalidade.

04. Não é do conhecimento da gestão municipal, nem muito menos da direção do hospital de que algum estudante de medicina estivesse realizando ou assumindo qualquer procedimento naquele plantão.

05. O que sabemos, é que supervisionado por um médico credenciado e responsável pelos plantões, alguns estudantes teriam solicitado apoio para obter maiores conhecimentos em estágios na unidade, sempre que houvesse a possibilidade, sem que este apoio cedido pudesse acarretar em prejuízos ao plantão.

06. Sabemos também, que neste dia, realmente havia solicitado uma estadia de 6 horas o estudante de nome Everton Rosendo, citado na matéria do Diário de Natal do último dia 26/10/2009, que é amigo do médico plantonista e que estava na unidade apenas como estagiário, sem atender a paciente algum.

07. Alguns procedimentos médicos rotineiros foram realizados pelo médico do plantão Dr. Thiago Dias neste dia, porem somente alguns deles foram “assistidos” pelo estudante, sem participação direta alguma.

08. No momento da visita, o médico Dr. Thiago Dias teria se ausentado do plantão temporariamente para fazer uma refeição e teria deixando o estudante no seu apartamento lendo apostilas. Segundo o próprio médico sua ordem a equipe de enfermagem e ao próprio estudante era para que atendimentos eletivos só pudessem ser feitos após sua chegada ou em caso de urgência, depois de chamada telefônica móvel ao seu celular.

09. Por isso, fica aqui a demonstração nítida e inequívoca de que a chefia da unidade, o médico plantonista e a gestão municipal estão isentas de quaisquer falha ou penalidade questionada pelo CRM naquele dia, mesmo respeitando de forma sólida o trabalho da fiscalização que é necessária e prudente.

Assim, deixamos aqui nossos esclarecimentos aos veículos que divulgaram o episódio, pedindo apenas que retifiquem algumas colocações que podem manchar ou arranhar a imagem de uma gestão séria e transparente e que está sempre à disposição de todos para dirimir qualquer dúvida, principalmente de um órgão sério e capaz como é o Conselho Regional de Medicina."