Contra o Audax, Corinthians repete 2015 e deixa o Paulista nos pênaltis

Tite sempre se mostrou temeroso com a reação do reformulado Corinthians quando estivesse atrás no placar em Itaquera. 

O teste ocorreu na noite deste sábado. Contra o Grêmio Osasco Audax e a obsessão do técnico Fernando Diniz pela troca de passes, o time da casa ficou duas vezes em desvantagem e até se recuperou com gols do contestado André. 

Mas, a exemplo do que ocorreu diante do Palmeiras em 2015, acabou eliminado nas semifinais do Campeonato Paulista em uma disputa de pênaltis depois de um empate por 2 a 2. 

Em um primeiro tempo problemático, o Corinthians acabou surpreendido por um gol em bom chute de longa distância de Bruno Paulo. Voltou para a etapa complementar com Romero e Rodriguinho nos lugares de Alan Mineiro e Guilherme e chegou ao empate com uma cabeçada de André. 

Tche Tche, no entanto, também arriscou de fora da área e foi bem-sucedido. Aos 33 minutos, André igualou novamente. 

Nos pênaltis, o Corinthians não superou o seu trauma da fase de grupos (quando desperdiçou da marca da cal contra XV de Piracicaba, duas vezes diante da Ponte Preta e uma no clássico com o Palmeiras) e fez de Fagner e Rodriguinho os vilões da noite. 

André foi o único corintiano a converter a sua cobrança na derrota por 4 a 1. 
Gazeta Press