Hacker dizia ter áudio capaz de jogar o nome de Temer “na lama”

O hacker Silvonei de Jesus Souza, que foi preso no ano passado e foi condenado por tentativa extorquir a primeira-dama Marcela Temer dizia ter nas mãos um áudio capaz de jogar o nome do então vice-presidente Michel Temer “na lama”. 

O áudio fazia parte de um conjunto de arquivos que Souza conseguiu extrair do celular de Marcella depois de cloná-lo. 

As informações estão no processo que levou a condenação de Souza 5 anos e dez meses de prisão. As informações são do jornal Folha de S.Paulo. 

A conversa que supostamente constrangeria Temer era uma mensagem de áudio enviada por Marcella ao seu irmão Karlo Augusto Araújo. Embora Souza tenha tido acesso a todo o conteúdo do celular de Marcella, os arquivos não estão anexado ao processo que deixou de ter sigiloso. Somente as mensagens de texto. 

“Pois bem como achei que esse vídeo (áudio) joga o nome de vosso marido na lama. Quando você disse q ele tem um marqueteiro q faz a parte baixo nível… pensei em ganhar algum com isso!!!!”, escreveu o hacker que pediu 300.000 reais para não divulgar o arquivo. “Você acha que isso prejudicaria alguém? Então, você quer dinheiro por causa desse áudio?”, respondeu a primeira-dama dizendo que o áudio seria uma montagem. 

A Presidência da República disse que a expressão “na lama” está fora do contexto e que Marcela Temer não comentará o assunto. 
Veja