Após três anos, Fátima Bernardes e Seara podem encerrar contrato

A Seara é uma das empresas alimentícias envolvidas nos escândalo do início da Operação Carne Fraca da Polícia Federal. 

A companhia teve por 3 anos a apresentadora Fátima Bernardes como garota-propaganda. O contrato, porém, pode ter chegado ao fim, segundo informações do colunista Ricardo Feltrim. 

Desde 2014, era possível ver a jornalista como rosto da empresa e até semana passada ‘spots’ publicitários com a voz de Fátima circulavam. 

A agência WMcCann que criou os comerciais, entretanto, informou que o contrato com a ex-mulher de William Bonner não foi renovado. 

A informação ainda não foi confirmada oficialmente por representantes da apresentadora. O primeiro contrato de Fátima com a Seara três anos atrás foi estimado entre R$ 2,5 milhões e R$ 3 milhões, colocando a apresentadora como uma das brasileiras mais bem pagas na publicidade, ao lado de Fausto Silva. 
NM