Gerson diz que Neymar não teria vaga nem no banco da seleção de 1970

Um dos maiores jogadores da história do futebol brasileiro, o meia Gérson afirmou nesta segunda-feira 14 que Neymar, melhor jogador do país na atualidade, não teria espaço na seleção de 1970. 

Para o “Canhotinha de Ouro”, o atacante do Barcelona sofreria com a grande concorrência do time que tinha estrelas como o próprio Gérson, Pelé, Rivelino e muitos outros. “O Neymar não teria vaga. Ele jogaria no lugar de quem? Não vai ser no lugar do Rivellino. E do Pelé? Do Tostão? Do Jairzinho? No meio-campo também não dava para ele”, disse em entrevista ao FOX Sports. 

O meia que já fez história por Fluminense, Botafogo, Flamengo e São Paulo ainda foi mais longe e questionou a presença de Neymar até no banco de reservas do time tricampeão do mundo no México “Nós tínhamos o Caju, um talento enorme. Na ponta e no meio, jogava muito. Era talento puro. Ele rendia dos dois lados da mesma forma. E era banco. Ainda tem isso. Eu não sei se o Neymar teria vaga nem no banco”, concluiu. 

Atuando ao lado de grandes nomes do futebol do Brasil, Gérson jogou entre as décadas de 60 e 70, acumulando títulos por onde passava e ganhou o apelido de “Canhotinha de Ouro”, demonstrando muita classe na armação de jogadas. Após a carreira como jogador, o ex-meia virou comentarista.
AGRN