Irmão de Luciano Huck narra drama em aceitar orientação sexual

O cineasta Fernando Grostein, 36 anos, meio-irmão de Luciano Huck, criou um canal no YouTube para contar os bastidores da sua vida, como o processo de descoberta de sua orientação sexual, que resolveu tornar tema do primeiro vídeo do canal como forma de se apresentar ao público. 

No desabafo, ele diz que começou a sentir que era diferente dos amigos no começo da adolescência. “Futebol e mulher pelada não eram a minha praia. Me sentia um ET”, conta antes de afirmar que passou a sentir vergonha da família e amigos e passou a se fechar. “Comecei a me obrigar a ver Playboy. Namorei uma menina.” 

Ele conta, em seguida, que depois de uma noite de bebedeira ficou com um amigo. Depois, foi ameaçado pelo rapaz. “Ele falou que me mataria se eu contasse para alguém.” A Playboy não é mencionada à toa. 

O diretor de Quebrando o Tabu (2011) e Coração Vagabundo (2008) lembra que seu já finado pai, o jornalista Mario de Andrade, trabalhava na revista e sua casa era um ambiente em que os assuntos da publicação eram recorrentes. “Meus amigos frequentavam minha casa porque tinha Playboy liberada”, conta no vídeo. 

A divulgação do vídeo causou repercussão nas redes do cineasta, que recebeu o apoio dos seguidores. Grostein, que vai contar a história Suzane von Richthofen nos cinemas, garante que os planos para o canal é acrescentar mais relatos, entrevistas e pequenos documentários, até produzir uma ficção no YouTube.
AGRN