MPF pede a condenação de Cruz e reparação de valor não declarado

Um dia após a Justiça negar recurso do casal, o Ministério Público Federal voltou a pedir a condenação de Cláudia Cruz por evasão de divisas e lavagem de dinheiro. 

Além disso, sugerem que a reparação dos danos causados pela mulher de Cunha seja de aproximadamente 1 milhão de dólares, (mesmo valor não declarado pelo casal), bem como os valores do ex-deputado em suas offshores (1,2 milhão de dólares). 

“A personalidade de Claudia Cruz deve ser valorada negativamente (…) já que é esposa de parlamentar federal de país com grande número de miseráveis e pobres e utilizava os valores de origem criminosa em compras no exterior de bens e serviços de luxo”, disseram os procuradores. Para o MPF, ela “não foi simples usuária dos valores, mas coautora de Eduardo Cunha”. 
ROL