Irmãos Batista, os reis do abate

Há pouco mais de um mês, amigos começaram a notar algumas mudanças de hábito na família Batista. Uma grande comemoração vinha sendo preparada para a Semana Santa, quando todos os seis filhos de seu José Batista Sobrinho (Junior, Wesley, Joesley, Vanessa, Vivianne e Valére), seus cônjuges e netos se reuniriam em uma das fazendas da família em Goiás. 

Havia forte expectativa porque fazia tempo que os filhos não se juntavam num mesmo evento. Os jatinhos já estavam a postos às vésperas da Sexta-Feira Santa, quando a festa foi cancelada de repente. Moradores do edifício L’Essence Jardins, em São Paulo, onde o patriarca vive com a mulher, Flora, e duas filhas, passaram então a estranhar a ausência da família nas áreas comuns do prédio. 

Os almoços que frequentemente contavam com shows privados de cantores sertanejos como Bruno e Marrone desapareceram do cotidiano do edifício. 

A poucos metros dali, no Jardim Europa, a rotina da família de Joesley Batista também mudou. Casado com a jornalista Ticiana Villas Boas (a festa, em 2012, foi estimada em algumas dezenas de milhões de reais, e só o vestido da noiva, Chanel, custou 180 000 euros), ele saiu de circulação. 

Na quarta-feira, antes que a reportagem de O Globo fosse publicada, Joesley ligou para a agência de viagens de luxo Teresa Perez, em São Paulo, e pediu que fossem emitidas dez passagens com destino aos Estados Unidos para alguns de seus familiares. Ele, a mulher e o filho mais novo já estavam em Nova York.
ROL