PSDB vai analisar gravações e deverá defender renúncia

A cúpula do PSDB vai se debruçar sobre as gravações das conversas entre Joesley Batista e Michel Temer. 

Caso constate altíssima gravidade da conversa, deve fazer a seguinte proposta: o partido continua com o presidente até o último minuto, com o compromisso de que ele irá renunciar. 

Se Temer resistir a entregar a cadeira, os tucanos desembarcam do governo. Neste momento, o novo presidente da legenda, Tasso Jereissati, está no Palácio do Planalto. 
ROL