Filha de Eduardo Cunha quer ser deputada e foca no voto evangélico

Segundo noticiou a revista Veja, a publicitária Danielle Dytz da Cunha, filha do primeiro casamento do deputado cassado Eduardo Cunha, está de olho numa vaga na Câmara. 

Dando os primeiros passos de sua campanha, filiou-se ao PMDB e pretende mirar no voto evangélico, que foram uma das bases de seu pai. 

Ela não possui experiência prévia no mundo da política, nunca tendo concorrido a cargo eletivo. No ano passado, Danielle passou a ser investigada pela Lava Jato pela posse de um cartão de crédito estrangeiro associado à offshore Köpek.