UFRN apoia pesquisa sobre Itans com uso de geotecnologias

Pesquisadores do Laboratório de Geoprocessamento e Geografia Física (LAGGEF), vinculado ao Grupo de Pesquisa em Gerenciamento dos Riscos e Desastres Naturais (Genat), da Universidade Federal Rio Norte (UFRN), estão realizando uma pesquisa com o uso de geotecnologias (RPA - Drone e GPS de alta precisão) para análise da capacidade do açude Itans, responsável pelo abastecimento da cidade de Caicó. 

Iniciado em meados de novembro, o estudo é desenvolvido pelos professores Saulo Vital e Marco Diniz e os geógrafos Jesiel Bezerra, Jucielho Pedro e o engenheiro civil Daniel Lyra. "Nós pretendemos calcular a nova capacidade volumétrica do reservatório Itans e comparar com o volume divulgado pelo Departamento Nacional de Obras Contra a Seca (DNOCS), a fim de mensurar o impacto causado nos últimos anos devido ao assoreamento", explica o professor Saulo Vital. 

O estudo deve durar três meses. A expectativa é detectar a redução drástica da capacidade do reservatório, em razão do elevado nível de assoreamento na região. "Ao calcular a nova capacidade volumétrica, pretendemos investigar as causas deste elevado nível de assoreamento, que provavelmente está ligada à história do uso e ocupação do solo na região", explica Saulo.