Donald Trump garante que venceria Oprah Winfrey em disputa pela Casa Branca

O presidente dos Estados Unidos, Donald Trump, afirmou nesta terça-feira, 9, que derrotaria a ex-apresentadora e atriz Oprah Winfrey em uma disputa eleitoral pela Casa Branca, apesar de não acreditar que ela se candidatará ao cargo, em 2020. “(Enfrentar) Oprah seria muito divertido”, disse Trump durante um encontro sobre questões imigratórias com legisladores. 

O republicano afirmou conhecer bem a magnata da mídia e, por isso, não acredita que ela se interessará pela disputa. 

O presidente americano também relembrou que foi um dos convidados nas últimas edições do talk show comandado por Oprah de 1986 a 2011. Mais cedo, um porta-voz da Casa Branca disse que o presidente enfrentaria Oprah com prazer na corrida presidencial de 2020. 

“Nós saudamos o desafio, seja de Oprah Winfrey ou de qualquer outra pessoa”, afirmou Hogan Gidley a repórteres a bordo do avião presidencial americano, o Air Force One, durante voo para Nashville. “Nós saudamos todos os desafiantes.” 

Também nesta terça, a melhor amiga de Oprah, Gayle King, minimizou as insinuações de que ela poderia concorrer à presidência dos EUA. Gayle, apresentadora da emissora CBS, disse que a amiga está “intrigada com a ideia” de lançar uma candidatura presidencial, mas depois de uma longa conversa das duas na noite anterior, não acredita que isso acontecerá. “Ela ama esse país e gostaria de servi-lo de alguma forma. Mas eu não acho que ela está realmente considerando (se candidatar à presidência) neste momento”, disse Gayle. “Mas eu também sei que, após anos assistindo ao ‘The Oprah Show’, você sempre tem o direito de mudar de opinião”, completou. 

A CNN, citando dois amigos íntimos de Oprah, relatou na segunda-feira que a atriz e produtora de cinema e TV estaria efetivamente pensando sobre uma candidatura à Casa Branca. 

Um deles afirmou que a conversa sobre o assunto teria surgido após o Globo de Ouro, mas o outro colega afirmou que a ideia surgiu há alguns meses. 

De qualquer forma, ambos disseram que a apresentadora ainda não teria decidido se disputaria, de fato, a presidência. A agente da Oprah também não respondeu aos pedidos de comentário sobre o assunto. 
Estadão