Empresa cobra R$ 660 mil para congelar corpo e reviver no futuro

Alcor, instalação criogênica no Arizona (EUA), também oferece congelamento de animais de estimação; neurocientistas permanecem céticos quanto à eficiência da técnica. 

A Alcor, uma instalação criogênica no Estado Americano do Arizona, oferece congelamento de animais de estimação e cadáveres, na esperança de que a tecnologia evolua e traga-os de volta à vida. 

Segundo a BBC, o congelamento custa cerca de US$ 200 mil (R$ 660 mil). O corpo é armazenado em nitrogênio líquido a -200°C. 

No entanto, para aqueles que desejam uma opção mais barata, é possível congelar apenas a cabeça. 
NM