Irmão de Bento XVI diz que ele tem doença 'paralisante'

O irmão do papa emérito Bento XVI, Georg Ratzinger, afirmou que o antecessor de Francisco sofre de uma doença "paralisante" no sistema nervoso. A declaração foi dada à revista alemã "Neue Post". 

"O maior medo é que a paralisia possa, em dada altura, atingir seu coração. Então o fim pode ser rápido", disse Georg, de 94 anos, sobre Joseph Ratzinger, de 90. 

Os dois irmãos se falam diariamente por telefone. "Desta forma, nenhum fica sozinho", disse Georg, acrescentando que espera "poder viajar mais uma vez para Roma para celebrar o 91º aniversário" do Papa Emérito, que será no dia 16 de abril. 

Em entrevista à revista alemã, Georg falou que seu irmão se cansa facilmente e que, às vezes, precisa de cadeira de rodas. 

O padre alemão ainda disse que reza todos os dias por uma "boa" morte para ele e para Joseph Ratzinger. Recentemente, o Papa Emérito escreveu uma carta ao jornal italiano "Corriere della Sera" na qual afirma que está "em peregrinação para a Casa [de Deus]". Bento XVI vive em um convento nos jardins do Vaticano desde que renunciou, depois de quase oito anos à frente dos destinos da Igreja Católica. 

Por meio de uma nota, o Vaticano negou que Ratzinger sofra de uma doença degenerativa paralisante e acrescentou que ele sente apenas o "peso de seus anos, o que é normal para a idade". 
Ansa