Boas chuvas trazem novo cenário no abastecimento do Estado

As chuvas que vêm caindo em todo o Estado estão trazendo boas notícias para a população potiguar. A Companhia de Águas e Esgotos do Rio Grande do Norte (Caern) já está com equipes trabalhando para retomar o abastecimento em cidades onde o volume de água dos mananciais já permite a regularização no fornecimento. 

No Seridó, a cidade de Jardim do Seridó, que se encontra em colapso desde novembro passado, pode voltar a ser abastecida ainda esta semana. 

A Caern está remontando o flutuante no sistema de Passagem das Traíras, cujo manancial recebeu uma recarga com as últimas chuvas, atingido 3,6% de sua capacidade. “Esse volume ainda não garante segurança hídrica para o abastecimento da cidade durante todo o ano. Para isso o reservatório precisa de uma maior demanda de chuva, mas vamos analisar a qualidade dessa água, que é nova, para que seja retomada a operação do sistema nos próximos dias”, explica o engenheiro mecânico da Caern e Gerente interino da Regional Seridó, Jean França. 

A cidade também é abastecida pelo sistema do açude Zangalheras, que também teve recarga de água, chegando a 6% de sua capacidade. 

Mas como o Zangalheras é menor, acumulou apenas 500 mil metros cúbicos. “Por enquanto, vamos deixar somente Passagem das Traíras operando, porque é um sistema que consegue atender sozinho à cidade, e vamos esperar maior recarga do Zangalheras para retomar sua operação”, complementou França. 

É importante que a população esteja atenta para o uso racional da água que voltará a abastecer a cidade, para garantir um maior tempo de abastecimento com a quantidade disponível hoje. 

Cruzeta 

O açude Cruzeta, de nome homônimo à cidade seridoense que abastece, também recebeu água e poderá voltar a abastecer os cruzetenses nos próximos dias, mas a situação é ainda mais delicada do que Jardim do Seridó, conforme explica Jean França. “A recarga foi de apenas 2%, o que também não confere segurança para operar o ano inteiro. Mas também começaremos a remontar o sistema e, na próxima semana, iniciaremos os testes com a água”, diz. 

Cruzeta entrou em colapso no abastecimento em setembro de 2017. A população deve ter cuidado redobrado no uso da água que chegar às torneiras.