Delação da JBS: Supremo julga hoje denúncia contra Aécio Neves

A Primeira Turma do Supremo Tribunal Federal (STF) julga nesta terça-feira (17) denúncia apresentada pela Procuradoria-Geral da República (PGR) contra o senador Aécio Neves (PSDB-MG), suspeito dos crimes de corrupção e de obstrução da Justiça. 

Caso a Corte aceite a denúncia, o parlamentar se tornará réu no STF pela primeira vez. A denúncia foi elaborada a partir do acordo de delação premiada negociado pelo empresário Joesley Batista e outros executivos do grupo JBS com a Procuradoria. 

De acordo com informações do jornal Folha de S. Paulo, a defesa do tucano deve questionar a legitimidade das ações da PGR durante o período de negociação com Joesley, assim como a forma como as provas foram produzidas. 

Entre os materiais apresentados pela Procuradoria, está uma gravação em que Aécio pede R$ 2 milhões ao empresário, dinheiro que seria propina, segundo a PGR. 

Os advogados do senador também devem interrogar a participação do ex-procurador Marcelo Miller na defesa da JBS. 

Também foram denunciados a irmã de Aécio, Andréa Neves, Frederico Pacheco, primo deles, e Mendherson Souza Lima, assessor do senador Zezé Perrella (MDB-MG), que é próximo ao tucano. 
NM