Francisco do PT descarta secretaria e diz querer cumprir mandato de deputado estadual

Um dos nomes cotados para compor o secretariado da futura governadora Fátima Bezerra (PT), o deputado estadual eleito Francisco do PT descartou ocupar uma função no Executivo a partir de 2019. 

O novo integrante da Assembleia Legislativa disse preferir cumprir o mandato para o qual foi eleito. 

Em entrevista à rádio 94 FM nesta manhã, Francisco do PT disse ser importante abrir uma vaga na Assembleia para um membro do PCdoB, referência feita ao primeiro suplente da coligação, o comunista Carlos Augusto Maia, mas que pretende ocupar sua vaga no Legislativo e realizar “um mandato transparente” a favor do povo potiguar. 

O deputado estadual eleito é o primeiro nome especulado a rejeitar publicamente a possibilidade de participar do Governo do Estado sob o comando da senadora Fátima Bezerra. 

Nos últimos dias, havia ganhado força o nome do futuro parlamentar para ocupar a Secretaria de Educação, uma das principais bandeiras da administração petista. 

A governadora eleita ainda não confirmou nenhum nome do seu secretariado, nem mesmo da equipe de transição. Fátima está em Brasília, onde participou nesta terça-feira, 30, de uma reunião da bancada federal potiguar onde foi discutida a indicação de emendas impositivas. 

A petista disse que, ao retornar para o RN nesta quinta-feira, 1º, é que começará a definir de forma efetiva os nomes em questão. 

Nos bastidores, cresce a cotação de figuras como Rodrigo Bico para a área da Cultura, Alexandre Motta para o setor da Saúde, João Hélio no Desenvolvimento Econômico, Aldemir Freire para função de Planejamento ou Administração, entre outros. 

Estão na lista de cotados ainda nomes como o vice-governador eleito Antenor Roberto, o ex-prefeito de São Gonçalo do Amarante, Jaime Calado, e a deputada estadual Márcia Maia (PSDB). 
AGRN