Contrariando Temer, Dilma diz que 'paternidade' de obra na Paraíba é de Lula

A ex-presidente petista Dilma Rousseff creditou, neste sábado (11), a paternidade da transposição do rio São Francisco, na Paraíba, ao ex-presidente Lula (PT). 

A declaração de Dilma Rousseff acontece um dia após a inauguração da obra do trecho leste da transposição. Nesta sexta-feira (10), o presidente da República Michel Temer (PMDB) dedicou a paternidade da obra ao povo do Nordeste. 

"Eu não quero a paternidade desta obra. Ninguém pode tê-la. A paternidade é do povo brasileiro e do povo nordestino. Vocês é que pagaram impostos ao longo do tempo, vocês é que permitiram que pudéssemos fazer grandes investimentos nessa obra, que cada vez mais está sendo festejada", afirmou Temer. 

A petista discorda. "Quem primeiro pensou nessa obra foi o imperador [D.] Pedro II. Mas quem implementou isso foi o Lula", disse Dilma aos jornalistas que acompanhavam a petista em um festival de cinema em Genebra, na Suíça. "O presidente ilegítimo quer ter algum nível de interlocução [com a população]. Ele tem todo o direito [de tentar melhorar a popularidade], mas não pode ser em cima de obra alheia", declarou a presidente cassada. Sem citar o nome de seu sucessor, a quem chamou de "presidente ilegítimo". 

ilma afirmou que Temer não pode tentar melhorar sua popularidade "em cima da obra alheia".