Nordeste pode se tornar grande vitrine de Bolsonaro, diz Heleno

O governo de Jair Bolsonaro quer dar atenção especial ao Nordeste, publica O Globo. A intenção, segundo o jornal carioca, é transformar a região em uma vitrine de seu governo.

Para isso, serão retomadas obras paralisadas nas gestões petistas, como a transposição do Rio São Francisco e a construção de ferrovias. 

“Tenho dito que o Nordeste é o centro das atenções para mudar o Brasil”, disse general Augusto Heleno. “O Nordeste pode [se tornar uma grande vitrine de Bolsonaro], mas acho que essa preocupação é secundária, consequência. Não acredito que as pessoas sejam tão infantis e continuem pensando em voto, em manipulação, em manter gente como coitadinho quando a gente pode fazer as pessoas terem outra perspectiva para o futuro.” 
Antagonista

Bolsonaro receberá mais de R$ 60 mil mensais a partir de janeiro

A partir de janeiro do ano que vem, quando assumir a presidência da República, Jair Bolsonaro (PSL) passará a receber um total de R$ 60.236,15 mensais. A informação é do jornalista Lauro Jardim, no 'Globo'. 

Como explica o blog, além do salário de presidente, que é de R$ 30.934,70, Bolsonaro estará apto a se aposentar pelo antigo Instituto de Previdência dos Congressistas (IPC) e poderá receber da Câmara R$ 29.301,45 por mês. 

Ainda de acordo como texto, o futuro presidente também recebe o salário de capitão reformado. Procurado pela reportagem, Bolsonaro não informou o valor. 

Apesar de o teto constitucional ser de R$ 33,7 mil, a regra não se aplica a aposentados pelo IPC. 
NM

RECESSO VEM AÍ

O Congresso vai parar para o último recesso parlamentar antes do fim. 

Entre 20 de dezembro e 1º de fevereiro o verbo “trabalhar” continuará deixando de ser conjugado na Câmara e no Senado. 
DP

Onyx vai casar

O Estadão diz que Onyx Lorenzoni, futuro ministro da Casa Civil, vai se casar com Denise Veberling, na quinta-feira, em Brasília. 

“Será uma cerimônia restrita a poucos amigos e, entre eles, estará o presidente eleito, Jair Bolsonaro”.

Prefeito prestigia atividades do Grupo de Idosos na Ilha de Sant’Ana

Nesta sexta-feira (16), o prefeito de Caicó, Marcos José, prestigiou o Grupo de Idosos do Município, na Ilha de Sant’Ana. 

Dentro da programação da Feira da Cidadania, os participantes do projeto se reuniram, a partir das 14 horas, para o tradicional forró e confraternização entre os participantes. 

Segundo o coordenador Bosco Júnior, o grupo já conta com mais de 250 idosos e destacou a presença do prefeito Marcos José, que nos três meses de gestão participou de três eventos do grupo de idosos. 

"O trabalho com os idosos é realizado dentro da Assistência Social do Município, sendo que a cada dia a interação com o grupo está melhorando. Nós criamos o grupo de artesanato e também inserimos atividades médicas, o que contribuiu para uma melhor qualidade de vida dos idosos”, disse Bosco Júnior. 

O prefeito enfatizou que os idosos contribuíram muito para o município em vários aspectos e merecem todo o apoio. "Muitas vezes, os idosos sofrem o preconceito de alguns setores da sociedade, mas o Município de Caicó através de suas ações sociais possibilita ao idoso uma convivência comunitária com dignidade e respeito”, afirmou.

Além dos cubanos, outros 3,3 mil profissionais podem deixar Mais Médicos

Além dos 8,3 mil cubanos que deixarão o país até o fim do ano, há ainda o risco de outros 3,3 mil profissionais deixarem o Mais Médicos caso Jair Bolsonaro cumpra a promessa de exigir o Revalida. 

Segundo o Estadão, esse é o número de “brasileiros formados no exterior ou estrangeiros de outras nacionalidades que também foram dispensados da revalidação do diploma para atuar no país”. Antagonista

Assassino de Lenon sobre morte do ex-Beatle: 'Só queria notoriedade'

O assassino de John Lenon poderá responder em liberdade condicional em 2020. Mark David Chapman, que disparou contra o ex-Beatle em 1990, já teve a condicional negada por juízes em agosto deste ano. 

Sobre o crime, Chapman disse que "sente mais e mais vergonha a cada ano que passa". As informações são do UOL. "Mais de trinta anos atrás, quando fiz o que fiz, não posso dizer que sentia vergonha. Agora, eu sei o que é isso", comentou, acrescentando que "vergonha é o que me faz querer cobrir o rosto todos os dias, e faz com que eu não queira pedir nada a ninguém". 

No dia em que decidiu atirar contra Lenon, Chapman confessou que pensou em desistir do crime, no entanto, justificou o ato. "Eu já tinha ido longe demais para voltar atrás", disse. "Eu cheguei a pensar: 'Mark, ele assinou o seu disco, você está com o autógrafo na sua mão, só vá para casa'. Não tinha jeito de eu simplesmente ir embora, no entanto", completou. 

Questionado sobre a motivação do homicídio, ele afirmou que "só queria notoriedade". "Eu carreguei o revólver com mais balas, porque queria ter certeza que ele estava morto, e não que ficasse sofrendo". 

Sem querer ter os holofotes voltados para ele, Chapman fez sua última declaração dizendo que a dor que causou com o seu crime "vai continuar mesmo depois dele morrer". 

Decisão dos juízes 

Os magistrados justificaram a manutenção de Chapman na cadeia com o argumento que liberá-lo "mitigaria a gravidade do seu crime". Ele voltará a buscar a liberdade condicional em agosto de 2020. 
NM

Henrique Alves vira réu em outro processo por suposta propina de R$ 6 milhões

O juiz Vallisney de Oliveira, da 10ª Vara da Justiça Federal de Brasília, aceitou – na última quarta-feira, 14, a denúncia oferecida pelo Ministério Público contra os ex-deputados Eduardo Cunha (MDB-RJ) e Henrique Eduardo Alves (MDB-RN), o ex-ministro Geddel Vieira Lima (MDB-BA) e mais 15 pessoas. 

Com a decisão do juiz, eles se tornaram réus no processo e passarão a responder a uma ação penal. A aceitação da denúncia não representa a condenação dos investigados. Isso porque eles ainda serão julgados e podem ser condenados ou absolvidos. 

Vallisney deu dez dias para as defesas apresentarem respostas à acusação e deu 15 dias para a Polícia Federal apresentar um relatório “pormenorizado sobre os bens e respectivas destinações apreendidos no interesse deste processo”. 

A denúncia 

A denúncia foi apresentada na Operação Cui Bono, deflagrada pela Polícia Federal no ano passado para investigar fraudes na liberação de crédito pela Caixa Econômica. 

Além de Geddel, Cunha e Henrique Alves, também se tornaram réus Lúcio Funaro, delator apontado pelas investigações como operador do MDB; e Fábio Cleto, ex-vice-presidente da Caixa. 

Quando denunciou os investigados, o Ministério Público separou as acusações por operações de créditos. 

Essas operações envolvem os grupos Marfrig, Bertin, J&F, BR Vias e Oeste Sul Empreendimentos Imobiliários. Todas as empresas negam irregularidades. 

Segundo as investigações, a estrutura que dava suporte à prática das irregularidades na Caixa era sustentada por três frentes: grupo empresarial; empregados públicos; grupo político e operadores financeiros. 
AGRN

Pós-Graduação em Bioquímica

O Centro de Biociências da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (CB-UFRN) abre inscrições para o processo de seleção de mestrado em Bioquímica. 

Os candidatos podem se inscrever até o dia 20 de novembro. A seleção será realizada de 03 a 07 de dezembro de 2018. 

São 20 vagas para o público geral e 01 vaga para servidores da UFRN. As inscrições estão sendo feitas no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmica neste link aqui. Outras informações: ppgbioquimica@gmail.com.

BANHO-MARIA

Segundo o presidente Michel Temer, sobre o aumento dos ministros do STF, ele está “examinando o assunto com muito cuidado” e só decidirá até o fim do mês. “Temos até dia 28 de novembro para a sanção”, diz. 
DP

Feira da Cidadania será aberta nesta sexta-feira na Ilha de Sant’Ana

Nesta sexta-feira (16) e sábado (17), a Ilha de Sant’Ana vai sediar a Feira da Cidadania, uma realização do Instituto Conhecer Brasil em parceria com o Conselho Nacional do SESI e apoio do Sistema FIERN e prefeitura de Caicó. 

Aberto ao público em geral, o evento inclui atendimentos médicos, Cozinha Brasil, educação continuada, recreação infantil, torneios esportivos e atividades culturais com a participação de artistas locais e das diversas escolas do Município. 

O secretário municipal de Desenvolvimento Econômico e Turismo, Paulo Jorge, destacou que a prefeitura é parceira da Feira de Cidadania e ressaltou que cada secretaria entra com a infraestrutura e todos estão engajados para o êxito total do evento. 

Hoje (16) acontece a solenidade de abertura, às 8h45, com a presença de representantes da FIERN e SESI, além do Poder Executivo municipal.

Justiça nega pedido de indenização de Kadu Moliterno a Piovani

O ator Kadu Moliterno perdeu, em primeira instância, uma ação judicial contra Luana Piovani. Ele pedia indenização na Justiça à atriz pelo comentário que ela fez na época em que o caso de assédio de José Mayer foi divulgado na imprensa. A ação correu na 7ª Vara Cível da Barra da Tijuca, no Rio de Janeiro. 

Na época, Piovani usou o seu canal no YouTube para falar comentar o que ocorreu com José Mayer e lembrar de casos de assédio na TV Globo. 

Ela citou o ex-noivo Dado Dolabella e o ex-colega de cena Kadu Moliterno e que ambos não foram punidos pelo que fizeram. "O Kadu, que já foi meu par, bateu na esposa. Ela foi capa da revista Veja com a manchete: 'Não foi a primeira vez' e não soube de condenação. Ele continua trabalhando, fazendo novelas, posando com as novas namoradas para as revistas de celebridades", criticou a atriz. 

Luana Piovani lembrou outros casos de assédio em sua vida em entrevista ao programa Fofocalizando, do SBT, nessa semana. 

A atriz falou de quando sofreu agressões de Dado Dolabella, por volta de 2008. "Essa história de mexeu com uma mexeu com todas é a maior mentira, me espezinharam. Depois de ser agredida, eu fui acusada de ser agressora", conta a atriz, que foi foi acusada, na época, por uma produtora da Globo. "Fui tirada do elenco da novela das seis, e me colocaram em 'Malhação", lembra ela. 
Folhapress.

Em reunião com ministros, Temer não se compromete com reajuste do STF

Sob pressão para vetar reajuste salarial para o Poder Judiciário, o presidente Michel Temer não se comprometeu, nesta quarta-feira (14), a sancionar proposta que concede um aumento de 16,38% aos ministros do STF (Supremo Tribunal Federal). 

A posição, diferente da adotada por ele em agosto, foi manifestada em encontro, no Palácio do Jaburu, com os ministros da Suprema Corte José Dias Toffoli e Luiz Fux e dos Direitos Humanos, Gustavo Rocha. 

O encontro foi marcado para que os magistrados apresentassem ao presidente os dados que mostram que o aumento não causará impactos nos gastos do Judiciário federal. 

Segundo eles, os tribunais superiores e os regionais federais já remanejaram recursos para fazer frente ao reajuste. 
NM

Prefeitos e secretários pedem para manter cubanos no Mais Médicos

Secretários municipais de Saúde e prefeitos reagiram à interrupção da cooperação técnica entre a Organização Pan-Americana da Saúde (OPAS) e o governo de Cuba, que possibilitava o trabalho de cerca de 8,5 mil profissionais cubanos no programa Mais Médicos. 

Em nota conjunta, o Conselho Nacional de Secretarias Municipais de Saúde (Conasems) e a Frente Nacional de Prefeitos (FNP) apelam para a manutenção dos profissionais cubanos no Brasil sob risco de faltar atendimento à população. 

Segundo as entidades, com a decisão do Ministério da Saúde de Cuba de rescindir a parceria, mais de 29 milhões de brasileiros poderão ficar desassistidos da atenção básica de saúde. 

Eles pediram que o presidente eleito Jair Bolsonaro reveja a decisão de aplicar novas exigências para a permanência dos cubanos no país. “As entidades pedem a revisão do posicionamento do novo Governo, que sinalizou mudanças drásticas nas regras do programa, o que foi determinante para a decisão do governo de Cuba. Em caráter emergencial, sugerem a manutenção das condições atuais de contratação, repactuadas em 2016, pelo governo Michel Temer, e confirmadas pelo Supremo Tribunal Federal, em 2017”, diz a nota. 
AGRN

Retornam a Cuba primeiros 196 médicos que estavam no Brasil

Um grupo de 196 médicos retornou nesta quinta-feira a Cuba após três anos de trabalho no Brasil, os primeiros após o anúncio de Havana de sair do programa Mais Médicos devido a críticas do presidente eleito Jair Bolsonaro. 

Segundo a Agência Cubana de Notícias (ACN), oficial, os médicos chegaram "felizes por terem cumprido sua missão", mas também "preocupados com a sorte do povo brasileiro com o novo presidente eleito". 

Cuba anunciou ontem que iria abandonar o programa brasileiro - do qual participa desde a sua criação, em 2013, através da Organização Pan-Americana de Saúde (OPS) - devido a declarações de Bolsonaro, que anunciou mudanças a partir de 1º de janeiro. "O Ministério da Saúde Pública de Cuba tomou a decisão de não continuar participando do programa Mais Médicos e assim o comunicou à diretora da OPS e aos líderes políticos brasileiros que fundaram e defenderam esta iniciativa", diz um comunicado oficial de Cuba. 

Em diferentes momentos de sua campanha eleitoral, Bolsonaro anunciou que suspenderia este programa com a OPS e Cuba, e que seu governo contrataria individualmente os médicos que desejassem permanecer no Brasil. 

Também questionou "o preparo dos nossos médicos" e condicionou "a sua permanência no programa à revalidação do título", destaca o texto oficial cubano. 

Cerca de 20 mil médicos cubanos trabalharam no Brasil durante cinco anos, e a decisão cubana afeta cerca de 8 mil que o fazem atualmente. "A retirada do programa será apoiada por nossos médicos, pois nem os princípios nem a dignidade são negociáveis", afirmou a vice-ministra da Saúde de Cuba, Regla Angulo, ao receber os profissionais no aeroporto. 

Segundo fontes diplomáticas brasileiras, os médicos cubanos retornarão a seu país antes do Natal, embora calculem que cerca de 2 mil poderiam permanecer no Brasil devido a relacionamentos amorosos e familiares, que lhes permitiriam obter o visto de residência. 
Yahoo

Cerimônia de posse de Bolsonaro é antecipada e deve ter culto ecumênico

O presidente do Senado, Eunício Oliveira (MDB-CE), confirmou que a solenidade de posse do presidente eleito Jair Bolsonaro foi antecipada em duas horas e ocorrerá às 15h, em 1º de janeiro. 

Segundo ele, a mudança foi para atender a um pedido do próprio Bolsonaro. A cerimônia está sendo organizada por uma equipe multidisciplinar com integrantes do Congresso Nacional, da Presidência da República e do Ministério das Relações Exteriores. 

Há solenidades nos três locais. Pela primeira vez na história, a solenidade poderá ter um culto ecumênico. O pedido foi feito por interlocutores do presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). 

Os detalhes, a exemplo de esquema de segurança e nomes dos líderes religiosos que participarão, ainda estão sendo estudados. 

Só para a solenidade da posse no Congresso Nacional serão convidados 2 mil pessoas, entre parlamentares, políticos e nomes designados pela equipe do presidente eleito. 
NM

Secretaria de Agricultura e IDIARN realizaram palestra com criadores

A Secretaria Municipal de Agricultura, Meio Ambiente e Pesca de Jardim do Seridó, em parceria com o Instituto de Defesa e Inspeção Agropecuária do Rio Grande do Norte, realizou na manhã desta quarta-feira (14) uma importante palestra sobre enfermidades como febre aftosa e brucelose, além de discutir sobre o abate de animais. 

O evento contou como palestrante o veterinário Redy Araújo. Os criadores se conscientizaram sobre a importância da vacinação contra brucelose e aftosa, cujo prazo se encerra no dia 30 de novembro.

Bolsonaro sobre Onyx: '100% só confio no meu pai e na minha mãe'

Jair Bolsonaro disse que o ministro extraordinário da transição, Onyx Lorenzoni, é a melhor pessoa para responder sobre a suspeita de ter recebido R$ 100 mil em caixa dois da J&F, controladora da JBS, nas eleições de 2012. 

O presidente eleito participou de entrevista coletiva no Centro Cultural Banco do Brasil de Brasília, nesta quarta-feira (14). 

Segundo o jornal "O Globo", quando questionado se ainda tinha 100% de confiança em Onyx, que foi indicado para a Casa Civil, Bolsonaro disse: "O Onyx é a pessoa mais adequada para responder à pergunta de vocês. Ele é a pessoa mais adequada. Pelo que sei, ele não é réu em nada. 100% (de confiança), ninguém. 100% só confio no meu pai e na minha mãe". 

Ainda na quarta (14), Onyx rebateu a acusação em um pronunciamento à imprensa. Sem fazer referência direta ao suposto repasse, classificou a informação como "requentada", disse não conhecer os delatores e que o “sistema” tenta envolvê-lo com corrupção. 
NM

Escola municipal de Caicó realiza projeto de reciclagem e cidadania

Nesta quarta-feira (14), a Escola Municipal Olívia Pereira Rodrigues realizou a culminância do projeto “Lixo: Compromisso de todos na construção da cidadania”. 

A programação constou de exposição dos trabalhos realizados ao longo do semestre pelos alunos. A diretora da unidade de ensino, Deusa Maria dos Santos, destacou que o projeto foi desenvolvido a partir de um pedido da secretaria municipal de Educação, onde orientou as escolas do Município para desenvolver projetos pedagógicos com o tema lixo. 

“Inclusive esse foi o tema do nosso desfile cívico de 07 de setembro. O trabalho foi desenvolvido nos meses de agosto, setembro, outubro e novembro”, disse a diretora. 

Ela destacou que o projeto foi trabalhado através de aulas expositivas, filmes, oficinas, seminários, viagens de estudo a ASCAMARCA e ao aterro controlado no município de São José do Seridó. Cada turma ficou com um tema que foi distribuído entre os alunos participantes do projeto. 

A exposição teve apresentação de paródias, músicas coreografadas, os trabalhos expostos foram confeccionados pelas crianças junto com os professores e a visitação foi bastante significativa nos dois turnos com uma grande interação dos pais e da comunidade.

Safadão desabafa na web: 'Não me orgulho dos erros que cometi'

Após Mileide Mihaile, ex-mulher de Wesley Safadão, passar a ser investigada por suposto ataque contra o cantor usando 78 perfis fakes, Safadão usou as redes sociais para falar novamente sobre o fim do relacionamento com a digital influencer. 

"É sempre um assunto muito delicado, mas é necessário ser falado. Espero que todos tenham entendido que não dá mais para usar as redes sociais para estar disseminando o ódio", disse ele. "Não me orgulho dos erros que cometi. No fim do meu relacionamento com a Mileide tive muitas crises, como vários casais têm, para mim já estava acabado, mas foi o meu erro não ter finalizado 100%. Me envolvi com outras mulheres antes de conhecer a Thyane. Então, a Thyane não foi o pivô. Quando a conheci passei sim para ela que estava solteiro e era o que estava acontecendo na época", afirmou o cantor. 

Safadão afirmou ainda que sofre ataques na web há sete anos. "Desde a minha separação, a gente venho sendo atacado de uma forma que não desejo para ninguém. Isso ja vem há quase sete anos. Uma situação muito difícil. Tem que estar atento a tudo o que vai fazer e postar. Hoje a gente sabe de muitas barbaridades que foram feitas." 

O cantor disse que ficou decepcionado com a ex quando ela o acusou de querer reduzir a pensão do filho. "Fiquei muito decepcionado com Mileide porque ela poderia ter falado de qualquer outra coisa, mas não da minha paternidade e mesquinharia ligada ao meu filho. Ela sabe de tudo que sempre fiz para o meu filho. Em relação a minha paternidade, nunca deixei faltar nada. Ajudei muito e inclusive em assuntos pessoais dela, em negócios dela que infelizmente não deram certo, cheguei a ajudar." "Depois da entrevista que a Mileide deu foi um dos momentos mais difíceis da minha vida. Subia no palco traumatizado. Olhava para as pessoas e se tivesse alguém com a cara fechada pensava: 'O que aquela pessoa está pensando de mim? Que sou um mau pai?'", lembra. "Foi um momento de muito aprendizado, em que me fortaleci. Tudo coopera para o bem daqueles que amam a Deus. Achei até que tivesse sido pelo erro que cometi no passado. Hoje não dou mais o direito de ninguém me atingir. Hoje estou muito feliz." 

Wesley Safadão também falou sobre a investigação que apura a ação de um grupo de meninas que o atacavam na web. "Demos a oportunidade para que elas assumissem o erro. Chamamos (as meninas) alguns anos atrás no nosso escritório e perguntamos se elas tinham algo a ver. Elas negaram e falaram: 'prove que a gente tem alguma coisa a ver'. Realmente naquele momento não tínhamos provas, mas nós sabíamos que elas estavam por trás, assim como várias outras pessoas. Tem muita gente envolvida. Não são poucas pessoas. Com algumas pessoas até ficamos muito surpresos", relembra. "Quando chamamos as meninas há quatro, cinco anos atrás, nós não tínhamos provas e os ataques só aumentaram. Elas ficaram com raiva por a gente estar insinuando que elas eram as donas dos perfis. Mas agora foi diferente. Nós tínhamos as provas, elas negaram mais uma vez, mas a gente mostrou as provas. Meu irmão, advogado, e minha mãe praticamente não fazem nada nesses últimos três meses além de ir atrás dessas perfis e pessoas que nos denigrem durante todo esse tempo. Elas tiveram a dignidade de assumir o erro e mostrar todas as pessoas envolvidas. Acredito que seja o fim porque a gente precisa voltar a ter uma vida normal." 
NM

Instituto do Cérebro realiza curso sobre cannabis medicinal

O uso da planta cannabis sativa para fins medicinais tem atraído cada dia mais interesse das comunidades médica e acadêmica pela oportunidade de tratamento para inúmeras doenças. 

Pensando nisso, o Instituto do Cérebro da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (ICe-UFRN) vai oferecer o primeiro curso sobre o tema voltado para profissionais e estudantes da área da saúde. 

Com o título “Cannabis medicinal, uma atualização profissional”, o curso busca divulgar os mais recentes avanços científicos relacionados ao uso da maconha no tratamento de doenças. 

O conteúdo apresenta o sistema endocannabinóide e o estado da arte das pesquisas com fitoterápicos no Brasil e no mundo, bem como discutirá os desafios e limitações da terapia com cannabinóides sintéticos e naturais. 

Com carga horária de 20h, o curso será realizado de 3 a 7 de dezembro (de segundo à sexta), das 17 às 21h no Anfiteatro dos Répteis do Centro de Biociências da UFRN. 

Estudos e testes mostram que a cannabis pode ser usada na diminuição de dores crônicas e no combate a crises de epilepsia. 

Também tem ajudado a tratar diversas doenças como Síndrome de Hett, Alzheimer, Depressão e Esclerose múltipla, bem como para diminuir os efeitos da quimioterapia e da radioterapia. 

Durante o curso, não só estes temas serão esclarecidos, como também será abordada a história do uso da cannabis por seres humanos, desde os tempos antigos até o uso de princípios ativos isolados no mundo moderno. 

O curso 

As inscrições para o primeiro curso sobre cannabis medicinal já estão abertas. Quem se inscrever até o dia 23 de novembro pagará R$ 100 (profissionais) e R$ 60 (estudantes). 

A partir do dia 24 até o dia 30 de novembro, o valor passa a R$ 150 (profissionais) e R$ 90 (estudantes). 

O curso contará com a participação dos neurocientistas e pesquisadores do Instituto do Cérebro da UFRN: Rodrigo Romcy-Pereira, Cláudio Queiroz, Sidarta Ribeiro, Igor Sales e Sérgio Ruschi. Também terá a participação de profissionais externos: Pedro Mello (médico acupunturirista), Júlio Américo Pinto Neto (Liga Cannábica da Paraíba), Lorenzo Calvi (médico etnofarmacologista do GH Medical e Universidade de Milão/Itália), Joost Heeroma (neurobiólogo, diretor científico do GH Medical/Holanda) e o químico austríaco Wolfgang Harand (Ufersa). 

As inscrições podem ser feitas através do SIGAA/UFRN e dúvidas encaminhadas para a Comissão de Eventos do Instituto do Cérebro no e-mail: contato@neuro.ufrn.br.

Jardim do Seridó presente na reunião técnica sobre o Selo Sim em Natal

O Secretário Municipal de Agricultura, José Ailson Dantas, e o representante da Emater, Franki Souza, participaram nos dias 13 e 14 de novembro, no Sebrae/RN em Natal, da 1ª Reunião Técnica que debateu o tema – Serviços de Inspeção: “Dinamismo para as economias locais e segurança alimentar”. 

O Selo Sim irá fomentar o desenvolvimento de diferentes cadeias produtivas do estado, bem como os benefícios gerados na área de saúde pública e desenvolvimento regional. 

Durante o encontro, os participantes dos estados do Rio Grande do Norte, Rondônia, Alagoas e Pernambuco, puderam acompanhar as explicações e benefícios do Selo. 

O evento contou com a presença de palestrantes do Ministério da Agricultura.

Município de Caicó realiza limpeza na área do Distrito Industrial

A secretaria de Infraestrutura e Serviços Urbanos realizou um trabalho de terraplanagem na área que compreende o terreno do Distrito Industrial. 

No local, alguns populares começaram a jogar lixo e, em pouco tempo, foi formado um lixão com uma grande quantidade de metralhas, detritos residenciais e industriais. 

A prefeitura de Caicó também vai providenciar a colocação de placas proibindo a comunidade de jogar lixo na área do distrito Industrial. 

A placa faz alusão à Lei Nº 9605, a chamada Lei de Crimes Ambientais, que dispõe sobre as sanções penais e administrativas derivadas de condutas e atividades lesivas ao meio ambiente. 

Segundo o artigo 54, “causar poluição de qualquer natureza em níveis tais que resultem ou possam resultar em danos à saúde humana, ou que provoquem a mortandade de animais ou a destruição significativa da flora” pode resultar na pena de reclusão, de um a quatro anos, e multa.

Prefeitura de Currais Novos decreta ponto facultativo na próxima sexta-feira, 16

A Prefeitura Municipal de Currais Novos publicou no Diário Oficial do Município desta quarta-feira (14) o Decreto nº 4767 que dispõe sobre “Ponto Facultativo” nas repartições públicas municipais no dia 16 de novembro (sexta-feira) após o feriado de 15 de novembro (Proclamação da República).

Prefeitura realiza serviço de saneamento nos bairros de Caicó

O prefeito de Caicó, Marcos José de Araújo, visitou nesta quarta-feira (14) a obra de saneamento básico realizada no bairro Boa Passagem, Zona Norte da cidade.

“O Município promoveu a substituição de 70 metros na rede de esgoto na avenida Ruy Mariz. Essa obra era aguardada há dez anos pela população local”, disse o prefeito. 

O mesmo serviço foi realizado na rua Martinho Elpídio, no bairro Penedo. 

Anéis viários 

A secretaria de Infraestrutura também iniciou um novo trabalho nos anéis viários da cidade. A ação começou pelo bairro Samanaú, onde será feita a limpeza geral, além da pintura do meio fio. 

Esse serviço será levado para outros setores da cidade, o que facilitará a visibilidade dos motoristas, além de melhorar o aspecto visual das comunidades.

Abertura do XVI JOMEC reuniu centenas de atletas no Estádio Cel. José Bezerra nesta terça, 13

Centenas de atletas participantes da 16ª edição dos Jogos Municipais Esportivos e Culturais de Currais Novos – JOMEC, estiveram presentes na noite desta terça-feira (13) no Estádio Municipal “Cel. José Bezerra” para a abertura oficial de um dos mais tradicionais eventos esportivos do município. 

A solenidade contou com a presença do Vice-Prefeito de Currais Novos, Anderson Alves, secretários municipais, vereadores, direção da 9ª DIREC, além de professores, diretores das instituições de ensino e grande participação popular. 

Com aproximadamente 3 mil atletas inscritos nas competições, o JOMEC contará com disputas em 13 modalidades nas categorias mirim, infantil e juvenil: Handebol, futebol society, futsal, judô, natação, vôlei in door, vôlei de dupla, badminton, atletismo, tênis de mesa, dama, xadrez e queimada. 

Neste ano, o tema dos jogos é “Esporte: Ferramenta de inclusão social”. Para o Vice-Prefeito Anderson Alves, o esporte é uma das ferramentas de transformação social. “O JOMEC é um evento de grande importância para nossas crianças e jovens e fundamental para a vida e saúde de todos eles”, comentou. 

Na abertura, o secretário municipal de educação, Jorian Pereira, entregou comenda de honra ao mérito ao professor e educador físico Joanilson Kelis pelos relevantes serviços prestados ao esporte no município. 

A solenidade também contou com a tradicional corrida do “Fogo Olímpico”, apresentações culturais e artísticas e a escolha da “Melhor Torcida”, prêmio conquistado pelo Centro Educacional Logos. O XVI JOMEC tem como objetivo integrar os alunos das escolas de Currais Novos na prática esportiva e na construção social. As competições seguem até o próximo dia 23 de novembro.

BOLSONARO PREFERE VIVIANE SENNA NA EDUCAÇÃO

O nome preferido do presidente Jair Bolsonaro (PSL) para o Ministério da Educação é o da psicóloga Viviane Senna, irmã do falecido campeão mundial de Fórmula 1 Ayrton Senna. 

Se ela topar, será anunciada ministra. Viviane visitou o presidente eleito em 19 de outubro a convite dele, para “conversar sobre educação”. 

Ela negou ter sido convidada, mas é exatamente quem ele gostaria de nomear ao cargo. 
DP

TEM GENERAL DE OLHO NO CARGO DE ONYX

Mais cedo, O Antagonista publicou com exclusividade um áudio em que o presidente dos Correios, general Juarez de Paula Cunha, ameaça resistir à privatização da estatal. 

Cunha fala da amizade com os generais Hamilton Mourão e Oswaldo Ferreira. Num ato falho, ele diz que Ferreira não seria mais o ministro da Infraestrutura. “Parece que agora ele vai ficar na Casa Civil”, diz. 

O Antagonista apurou que Ferreira vem resistindo, de fato, à ideia de assumir a pasta da Infraestrutura. Mas não se sabia o motivo. 

Pelo visto, o general está de olho no cargo de Onyx Lorenzoni. 
Antagonista

Salário mínimo pode crescer acima do projetado em 2019, diz ministro

O ministro do Planejamento, Esteves Colnago, afirmou que o salário mínimo pode crescer acima dos R$ 1.006 previstos na proposta de Orçamento de 2019. O motivo seria o aumento da inflação. 

No projeto encaminhado ao Congresso em agosto, o governo previa alta do INPC (Índice Nacional de Preços ao Consumidor) em 4,2% para 2019. 

O ministro afirmou que ainda não tem previsão do quanto esta alta pressionaria o aumento do salário mínimo, mas lembrou que a cada R$ 1 de aumento o impacto chega a R$ 304 milhões nos cofres do governo. 

A afirmação foi feita durante audiência pública na tarde desta 3ª feira (13.nov.2018), em que o ministro tirou dúvidas sobre o projeto encaminhado e especificamente sobre despesas que foram condicionadas à aprovação de lei de crédito suplementar –parte da despesa prevista para o Bolsa Família, por exemplo. 
P360

'Não tinha paquita negra, me tornei a única', diz Adriana Bombom

Após trabalhar como doméstica, babá e até em comércio, a apresentadora e repórter Adriana Bombom, 44, lembra com carinho do tempo em que foi figurante do Planeta Xuxa, atração comandada pela Rainha dos Baixinhos, entre 1997 e 2002, na Globo. 

"O trabalho era puxado, mas era muito satisfatório. Não tinha paquita negra, eram todas loiras. Me tornei a paquita única", relembra. 

A artista também conta a verdade sobre a origem de seu apelido. "Todo o mundo acha que Bombom quem me deu foi a Xuxa, mas não foi. Na loja [em que trabalhei] tinham várias Adrianas e cada uma tinha um apelido", comenta. 

Às vésperas do Dia da Consciência Negra, celebrado na próxima terça (20), Adriana ainda comenta que tem de lidar com o racismo. Ela afirma já ter sofrido com a discriminação. "Quem não? Tudo magoa, a falta de oportunidade, o desmerecimento da sua cor, do seu cabelo, tudo é muito grave. Eu fico triste, mas faço a louca e passa." 

Em momento mais descontraído, Adriana também desmente que já teve um romance com o ator Caio Castro. "Eu? Meu amor, quem dera. Mas nunca", conclui. 
Folhapress.

UFRN planeja projetos de extensão na comunidade do Mosquito

No intuito de discutir ações de educação, lazer e esporte voltadas para crianças e jovens, a reitora da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN), Ângela Maria Paiva Cruz, recebeu representantes da comunidade do Mosquito e da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, localizadas no bairro das Quintas da Zona Oeste de Natal, na tarde desta terça-feira, 13, no Gabinete da Reitoria. 

A reitora reuniu sua equipe das áreas de Extensão e Saúde com o intuito de levantar as principais demandas da comunidade e analisar as melhores formas de atuação da UFRN para melhorar a qualidade de vida da população. “Nossa perspectiva é de transformação por meio da escola, pois acreditamos que a educação é fator de melhoria na vida das pessoas”, explicou a gestora. 

Para a representante da Paróquia Nossa Senhora do Perpétuo Socorro, Irmã Eurídice Andrade Lima, “hoje estamos aqui para planejar como podemos, junto com a Universidade, melhorar a vida da população que mora no Mosquito, especialmente as crianças e os jovens, para que o futuro deles seja diferente do que temos hoje, que é crime e drogas”, considera a religiosa. 

No encontro, estiveram presentes ainda a pró-reitora de Extensão (Proex), Maria de Fátima Freire de Melo Ximenes, o superintendente do Hospital Universitário Onofre Lopes (HUOL), Stênio Gomes da Silveira, e a direta do Instituto de Medicina Tropical (IMT), Selma Jerônimo.

Escola de Saúde da UFRN recebe Simpósio de Empreendedorismo

A Escola de Saúde da Universidade Federal do Rio Grande do Norte (ESUFRN) recebe o 1º Simpósio de Empreendedorismo na Gestão em Saúde, evento promovido pelo curso de Tecnologia em Gestão Hospitalar nos dias 28, 29 e 30 de novembro, com o tema Aprender a Empreender. 

Com a perspectiva de debater o empreendedorismo na formação universitária, mais especificamente na formação da gestão em saúde, o evento integrará conferências, mesas- redondas, minicursos e apresentações de trabalhos, numa perspectiva multidisciplinar de discussão e reflexão acerca do empreendedorismo nos diversos cenários laborais. 

O evento possui uma carga horária de 16 horas, distribuída nos três dias de atividade e, de acordo com a coordenação, possibilitará aos participantes o despertar para a temática Aprender a Empreender, competência imperativa no mundo do trabalho contemporâneo. 

O público alvo do evento são discentes e docentes do Curso Superior de Tecnologia em Gestão Hospitalar e demais cursos da saúde, bem como interessados na temática. 

A vagas são limitadas, e as inscrições para o evento e sua programação estão disponíveis no Sistema Integrado de Gestão de Atividades Acadêmicas (Sigaa)

Município de Caicó firma parceria com Escola Multicampi de Medicina

O prefeito de Caicó, Marcos José de Araújo, visitou nesta terça-feira (13) a Escola Multicampi de Ciências Médicas, da UFRN, que atualmente funciona no prédio do Hospital Oncológico do Seridó. 

Ele estava acompanhado do secretário municipal de Saúde, Edvaldo Dantas de Lucena, e do procurador do Município, Sérgio Magalhães. 

“Em conversa com o diretor do curso de Medicina, professor George Dantas, nós ratificamos nosso apoio enquanto Município. Vamos promover as melhorias nas Unidades Básicas de saúde para que, em 2020, 80 alunos, e não apenas 40, possam realizar sua residência médica. Pretendemos apoiar também a ampliação para a área de psicologia e fisioterapia”, disse o prefeito.

Prefeitura realizou abertura da Semana do Bebê em Jardim do Seridó

Na manhã desta terça-feira, (13), foi realizada a abertura da Semana do Bebê, promovida pela Prefeitura Municipal no Clube São Judas Tadeu. 

A campanha é uma estratégia de mobilização social apoiada pelo UNICEF que tem como objetivo tornar o direito à sobrevivência e ao desenvolvimento de crianças, prioridade na agenda dos municípios brasileiros. 

Foi realizada atividade de Shantala com a fisioterapeuta do NASF Mariane Fernandes, (massagem que alivia as cólicas e acalma os bebês), banho de ofurô e artes gestacionais com Hades Betânia e Gerimária Azevedo. 

As atividades são desenvolvidas em uma parceria entre as Secretarias de Saúde e Assistência Social

Bolsonaro não quer essa reforma “que está aí”

Jair Bolsonaro deixou claro hoje que não quer aprovar a reforma da previdência “que está aí”, apesar da pressão de Paulo Guedes. 

“A questão de reforma da Previdência, que a gente está achando que dificilmente aprova alguma coisa no corrente ano, não é essa reforma que eu quero, que o Onyx Lorenzoni quer, que está aí. Você tem que reformar? Tem que reformar a Previdência. Tem que ser uma reforma racional.” 
Antagonista

Fux condiciona fim do auxílio-moradia à sanção do aumento para o STF

O ministro do STF (Supremo Tribunal Federal) Luiz Fux, relator de ações que tratam do auxílio-moradia, disse que os juízes não receberão o benefício cumulativamente caso o reajuste nos salários dos ministros da Corte seja sancionado pelo presidente Michel Temer. 

O benefício, atualmente em R$4,3 mil mensais, foi garantido a todos os juízes do Brasil por meio de liminares (decisões provisórias) concedidas pelo ministro em 2014. 

“Os juízes não receberão cumulativamente recomposição e auxílio-moradia. Tão logo implementada a recomposição, o auxílio cairá”, afirmou. 

As declarações foram feitas nesta 2ª feira (12.nov.2018) à TV Globo. Segundo a publicação, para que o benefício deixe de vigorar para todos, basta que as liminares também sejam revogadas. 
P360

Tenho de acreditar em Paulo Guedes, diz Bolsonaro sobre Levy

Bolsonaro afirmou nesta segunda-feira (12) que está seguindo os conselhos de Paulo Guedes. "Não conversei com o Levy, quem está conversando com o Levy é o Paulo Guedes. Teve reação devido a [Levy] ter servido à Dilma, ao [ex-governador do Rio Sérgio] Cabral, mas nenhum processo, nada tem contra ele. Esse é o argumento do Paulo Guedes, e eu tenho que acreditar no Paulo Guedes", disse. 

Também voltou a declarar que será aberto o sigilo do BNDES, mas não soube explicar o que espera com a medida. "Eu desconheço muita coisa do BNDES, são números que temos que tornar públicos, há uma reclamação por parte da população", declarou ao voltar de uma saída ao banco próximo à sua casa na Barra da Tijuca, zona oeste do Rio. 

"Vai ter uma transparência do BNDES, isso todos os funcionários querem. Os empréstimos a outros países, qual é a garantia, se foi tesouro, se não foi, a quantidade. Nós queremos botar na mesa para vocês da imprensa, para todos tomarem conhecimento das transações feitas pelo BNDES, porque afinal de contas o dinheiro é público, é de todos nós." 
NM

Escola Multicampi de Ciências Médicas terá sede própria em Caicó

Com o intuito de fortalecer o ensino superior e a saúde pública no interior do estado, a Universidade Federal do Rio Grande do Norte (UFRN) assinou, na tarde da última sexta-feira, 9, o contrato para construção da sede da Escola Multicampi de Ciências Médicas (EMCM), que ficará localizada no município de Caicó. 

A obra terá início ainda este mês, com previsão de conclusão em janeiro de 2021. A reitora da UFRN Ângela Maria Paiva Cruz lembrou que o curso foi criado em 2014 e, a cada ano, 40 novos alunos ingressam na EMCM na graduação, além da residência e do mestrado. 

Dessa forma, ao longo desse período, houve “um trabalho árduo na luta pelo projeto, e hoje me preenche de alegria assinar o contrato para a construção dessa obra”. 

O vice-reitor destacou o fato de os integrantes da EMCM, entre alunos e servidores docentes e técnicos, terem participado da assinatura por videoconferência, o que reforça a importância da construção para quem faz parte da Escola e da Universidade. 

Já para George Dantas de Azevedo, o diretor da EMCM, o momento é de muita importância e a palavra que resume a ocasião é agradecimento, em virtude de todo trajeto para chegar a essa conquista. 

Segundo o superintendente de Infraestrutura Luiz Pedro de Araújo, o prédio terá quatro pavimentos, com uma área construída de 8.903m². 

O projeto foi elaborado pela UFRN, assinado pelo arquiteto Petterson Dantas, e será executado pela empresa Multicomp, com investimento no valor de R$ 17.699 milhões.

Feira da Cidadania será realizada na Ilha de Sant’Ana com o apoio do Município

Nesta segunda-feira (12), os secretários da prefeitura de Caicó participaram de uma reunião, no auditório do Centro Administrativo, com representantes do Instituto Conhecer Brasil e do SESI. 

Ficou definido que nos dias 16 e 17 de novembro a Ilha de Sant’Ana vai sediar a Feira da Cidadania, uma realização do Instituto Conhecer Brasil em parceria com o Conselho Nacional do SESI e apoio do Sistema FIERN e prefeitura. 

O evento inclui atendimentos médicos, Cozinha Brasil, educação continuada, recreação infantil, torneios esportivos e atividades culturais com a participação de artistas locais e das diversas escolas do Município. 

Na sexta-feira (16), às 21 horas, o show cultural terá como atração, o cantor Loz Kuatros. No sábado (17), às 21 horas, haverá a apresentação da cantora Amanda Carolina. 

Voltado para a população de baixa renda no Rio Grande do Norte, o projeto contemplou os municípios de São Miguel do Gostoso, João Câmara Acari e Caicó. 

Ações como a Feira da Cidadania são importantes não apenas pelos serviços sociais que fornecem, mas também para fortalecer os costumes e a cultura de uma região. 

Nesta terça-feira (13), pela manhã, haverá uma entrevista coletiva com os secretários municipais, para detalhar como será a participação do Município de Caicó na Feira da Cidadania.

Moro descarta candidatura presidencial

Sergio Moro, em entrevista ao Fantástico, jurou que não será candidato a presidente da República: 

“Estou te falando que não vou ser. Eu não sou um político que… minto. Desculpe. Com todo respeito aos políticos… Mas existem maus políticos que, às vezes, faltam com a verdade. E eu não estou faltando com a verdade”.

FRANGOLÂNDIA TENSA

Se mudar a embaixada de Tel Aviv para Jerusalém, o presidente Jair Bolsonaro corre o risco de criar problemas com os países árabes. 

Mas exportadores brasileiros de frango é que andam em pânico com isso.
DP

Declaração de general reforça tentativa de influenciar STF, diz PT

O PT (Partido dos Trabalhadores) reagiu às declarações do comandante do Exército, Eduardo Villas Bôas à Folha de S.Paulo em entrevista publicada neste domingo (11) e considera que o militar admitiu ter interferido diretamente para impedir o STF de conceder habeas corpus ao ex-presidente Lula. 

À Folha o general falou pela primeira vez sobre sobre sua manifestação na véspera do julgamento de habeas corpus de Lula, em 4 de abril deste ano. 

O STF (Supremo Tribunal Federal) decidiu pela possibilidade de prisão do petista em segunda instância, que acabou concretizada três dias depois. Um dia antes, o general disse no Twitter: "Asseguro à Nação que o Exército Brasileiro julga compartilhar o anseio de todos os cidadãos de bem de repúdio à impunidade". 

Na entrevista publicada neste domingo, o comandante falou: "Reconheço que houve um episódio em que nós estivemos realmente no limite, que foi aquele tuíte da véspera da votação no Supremo da questão do Lula". "Ali, nós conscientemente trabalhamos sabendo que estávamos no limite. Mas sentimos que a coisa poderia fugir ao nosso controle se eu não me expressasse. Porque outras pessoas, militares da reserva e civis identificados conosco, estavam se pronunciando de maneira mais enfática." 

Após a publicação da entrevista, a comissão executiva nacional do PT divulgou uma nota de repúdio à tutela militar no Twitter, rede usada também para as manifestações individuais da presidente do PT, senadora Gleisi Hoffmann, dos deputados federais Paulo Pimenta e Wadih Damous (PT), e Ivan Valente (PSOL). 

"O PT conclama as forças democráticas do país a repudiar e denunciar a usurpação confessada pelo general Villas Bôas e a defender a democracia contra as ameaças de Bolsonaro. Não há limites para a tirania depois que ela se instala", afirmou o partido. 
Folhapress.

O papel de Moro na escolha do substituto de Dodge

Procuradores ouvidos pela Folha acreditam que Sergio Moro terá um papel decisivo na escolha do novo procurador-geral da República. 

Para eles, a ascensão de Moro ao Ministério da Justiça abre espaço para que o ungido seja um membro da força-tarefa da Lava Jato. 

No entanto, os procuradores também destacam que a escolha de um integrante da equipe de Curitiba poderá ser mal visto por ministros do STF e do STJ, já que o cargo é tradicionalmente ocupado por subprocuradores. 

Os procuradores ficam mandando recados via imprensa. Os ministros dos tribunais superiores não têm nada a ver com a escolha de quem será o PGR. 
Antagonista

Equipe de Bolsonaro convida Joaquim Levy para assumir BNDES

A equipe de assessores econômicos do presidente eleito, Jair Bolsonaro (PSL), convidou o economista Joaquim Levy para presidir o BNDES (Banco Nacional de Desenvolvimento Econômico e Social). 

Ex-ministro da Fazenda no governo Dilma Rousseff, Levy é engenheiro naval e PhD em economia pela Universidade de Chicago (EUA). 

Era diretor do Bradesco até ser convidado para o cargo de ministro, em novembro de 2014. Ele permaneceu no posto até dezembro de 2015, quando foi substituído por Nelson Barbosa. Atualmente, Levy é diretor financeiro do Banco Mundial. 

O futuro ministro da Economia, Paulo Guedes, quer que o ex-ministro da Fazenda na gestão Dilma fique à frente do banco público, mas ainda não recebeu uma resposta. 

Além disso, Guedes também tem manifestado o desejo de manter três nomes do governo Michel Temer na gestão Bolsonaro. 

No desenho da equipe do presidente eleito, Ana Paula Vescovi, atual secretária-executiva do Ministério da Fazenda, ficaria com a presidência da Caixa Econômica Federal. 

O atual secretário do Tesouro Nacional, Mansueto Almeida, seria mantido também na área econômica. 

Guedes pretende ainda manter Ivan Monteiro, presidente da Petrobras, no comando da estatal. Não há confirmações ainda de que os convites tenham sido aceitos. 
Folhapress.

O pente-fino de Paulo Guedes

A equipe de Jair Bolsonaro não quer mais ser surpreendida por iniciativas que elevem os gastos do governo a partir do ano que vem. 

Depois de o Congresso aprovar o aumento salarial do STF e o Rota 2030, Paulo Guedes pediu um pente-fino nas propostas em andamento na Câmara e no Senado, registra a Folha. 

Se forem identificados projetos que comprometam o Orçamento, a equipe de Guedes “deve entrar em campo para tentar convencer o Congresso a não levar as medidas adiante”.

Bolsonaro diz que, se fosse Temer, vetaria reajuste para magistrados

O presidente eleito Jair Bolsonaro afirmou que, se fosse o presidente Michel Temer, vetaria o reajuste de 16% sobre o salário dos magistrados e da Procuradoria-Geral da República com base na Lei de Responsabilidade Fiscal. A afirmação foi feita ontem (10) em entrevista à Rede Record de Televisão e a gravação foi publicada nas redes sociais de Bolsonaro. 

Questionado pelo repórter, o futuro presidente disse que, se a decisão estivesse em suas mãos, vetaria o aumento. "Agora, está nas mãos do presidente Temer, não sou o presidente Temer, mas se fosse, acho que você sabe qual seria minha decisão. Não tem outro caminho, no meu entender, até pela questão de dar exemplo. Eu falei antes da votação que é inoportuno, o momento não é esse para discutir esse assunto. O Brasil está numa situação complicadíssima, a gente não suporta mais isso aí, mas a decisão não cabe a mim. Está nas mãos do Temer. Eu, por enquanto, sou apenas o presidente eleito", disse. 

Jair Bolsonaro voltou a dizer que o STF "é a classe que mais ganha no Brasil, a melhor aquinhoada", e que o reajuste do salário dificulta o discurso a favor da reforma da Previdência. "E complica pra gente quando você fala em reforma da Previdência, onde você vai tirar alguma coisa dos mais pobres, você aceitar um reajuste como esse", afirmou. 
AB

Arroz, feijão e carne são os alimentos mais desperdiçados no Brasil

O Ministério do Meio Ambiente (MMA) encerrou neste sábado, 10, em Brasília, a Semana Nacional de Conscientização sobre Perdas e Desperdícios de Alimentos 2018. 

A programação do último dia contou com uma estrutura montada na Central de Abastecimento (Ceasa) da capital federal, e incluiu oferta gratuita de oficinas de combate ao desperdício, com dicas sobre como tirar o melhor aproveitamento de alimentos, evitando o descarte daquilo que ainda pode ser consumido. 

Ao longo dos últimos dias, exposições e outras oficinas, como a de hortas urbanas, também movimentaram o local. 

Na casa das famílias brasileiras, arroz, carne vermelha, feijão e frango são os alimentos mais jogados fora, segundo a Secretária de Articulação Institucional e Cidadania do MMA, Rejane Pieratti. 

Ela explica que planejamento é fundamental para se evitar o desperdício. “Começo planejando o que eu preciso comprar. A maioria das pessoas vai ao supermercado e compra coisa que não vai usar e vai perder dentro da geladeira”, afirmou, em entrevista à Rádio Nacional de Brasília. 

Os dados mais recentes da Organização das Nações Unidas (ONU)sobre o desperdício no país datam de 2013. Naquele ano, o Brasil desperdiçou mais de 26 milhões de toneladas de alimentos. Estima-se que, em todo o mundo, o volume anual de alimentos jogados fora seja de 1,3 bilhão de tonelada. 
AGRN

Paulo Guedes chocou senadores com 'carteirada'

A relação entre o tutor do presidente eleito, Jair Bolsonaro, no campo econômico e o Senado não começou nada bem. 

Ao menos é que se nota na conversa entre o próximo ministro da economia e o atual presidente do Congresso, Eunício Oliveira (MDB-CE). 

O teor e o clima da conversa foi revelado pelo repórter Severino Motta do BuzzFeed News. O primeiro contato entre Guedes e Eunício começou de modo ameno e acabou se tornando ríspido. “Se o sr. acha que vai ser tumultuado ano que vem, imagina como vai ser esse ano. O que eu puder fazer para ajudar, estou pronto…”, disse Eunício. 

O senador ainda revela que Guedes estava completamente focado na Reforma da Previdência e que disse que a aprovação do Orçamento não ‘era importante’. 

Eunício ainda disse que lembrou Guedes que a pauta é pré-requisito para o recesso parlamentar segundo a Constituição. “Ele me disse: ‘vocês não aprovam orçamento, orçamento eu não quero que aprove não’. Mas não é o senhor querer, a Constituição diz que só podemos sair em recesso após a aprovação.” Guedes ainda ameaçou o senador se a reforma da previdência não entrasse na pauta. “‘Não, eu só quero Reforma da Previdência. Se vocês não fizerem vou culpar esse governo, vou culpar esse Congresso e o PT volta, e vocês vão ser responsáveis pela volta do PT”, teria esbravejado.  

A resposta de Eunício teria sido lacônica. “Democracia é o melhor regime para se viver no mundo, mas ela é complicada mesmo, é difícil, ministro”. 

 Após conversa tensa, Guedes voltou a pressionar —dessa vez diante da imprensa— de que o Congresso deveria levar uma ‘prensa’ para aprovar a reforma da previdência. “E ele foi lá para a porta (do Ministério da Fazenda) e disse que tem que dar uma prensa. Eu digo que aqui ninguém dá prensa. Aqui você convence, discute, ganha perde, agora prensa ninguém vai dar em mim”, disse Eunício ao BuzzFeed. 

Outro Bolsonarista que irritou o presidente do Senado foi o deputado eleito Luís Philippe de Orleans e Bragança (PSL). Ele chamou Eunício de “pato manco”. “Apareceu um bobinho aí, Orleans e Bragança, monarquista nesse Brasil, dizendo que sou pato manco. Pato manco é quando tem outro para botar no lugar. Eu não tenho ninguém eleito e posso até influenciar na eleição do próximo presidente [do Senado]. Até dia 31 de janeiro, quando termina meu mandato, não tem outro presidente eleito. Ele está ainda no Império, nós estamos numa democracia”, comentou o senador.
Yahoo

CIUMEIRA

O DEM, que já tem dois ministérios garantidos no governo de Jair Bolsonaro (Casa Civil e Agricultura), despertou ciúmes nos outros partidos do Centrão. 

Segundo a Folha, líderes do PP, PR e PRB avisaram que, se o DEM conquistar mais uma pasta, vão desembarcar do projeto de Rodrigo Maia de se reeleger presidente da Câmara.

CNJ decide apurar indicação de Moro a ministro da Justiça

O CNJ (Conselho Nacional de Justiça) vai apurar a indicação do juiz Sergio Moro para o cargo de ministro da Justiça pelo presidente eleito Jair Bolsonaro (PSL). 

O procedimento para investigação foi aberto nesta sexta-feira (9) pelo corregedor Humberto Martins, ministro do STJ (Superior Tribunal de Justiça). 

Na semana passada, Moro aceitou o convite para chefiar o ministério quando Bolsonaro assumir, em 1 de janeiro de 2019. Ele condenou o ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva (PT) na Lava Jato. 

Agora, o CNJ quer que Moro preste informações por suposta atividade político-partidária. Ele tem 15 dias para prestar as informações. 

O ministro determinou ainda que a corregedoria regional do TRF-4 (Tribunal Regional Federal da 4ª Região) informe se há alguma apuração sobre o fato. 

Ele atendeu a pedidos formulados pela pela Associação Brasileira de Juristas pela Democracia, por deputados federais e senadores do PT, entre outros, que questionaram a decisão do juiz. Os procedimentos foram reunidos e apensados em um. 
NM