STJD multa Atlético Paranaense por ação pró-Bolsonaro antes de partida

Nesta sexta (19), o Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) anunciou a decisão de multar o Atlético Paranaense em R$ 70 mil por uma ação política um dia antes do primeiro turno das eleições estaduais e nacionais. 

Antes da partida contra o América Mineiro, válida pela 28ª rodada do Brasileirão, os atletas do Atlético subiram ao campo com uma camiseta amarela que tinha a frase “vamos todos lutar pelo Brasil”, em alusão ao presidenciável Jair Bolsonaro, apoiado pelo presidente do Conselho Deliberativo do clube, Mario Cesar Petraglia. 

Apenas um dos jogadores não usou a camiseta: o zagueiro Paulo André, que já tinha se manifestado contra o candidato do PSL. 

Nos últimos dias, Petraglia iluminou a cobertura da Arena da Baixada de amarelo e fez alusão ao candidato Jair Bolsonaro ao usar o slogan dele em uma postagem no Facebook. 

De acordo com o STJD, o Atlético enviou um e-mail à CBF solicitando permissão para a ação um dia antes do jogo, mas deveria ter feito com pelo menos 48 horas de antecedência. De toda forma, a solicitação foi negada pela confederação. 

Não é a primeira vez que o Atlético Paranaense foi punido pelo STJD por causa de uma ação pré-jogo. Em julho, a equipe teve que pagar uma multa de R$ 50 mil e o goleiro Santos, que entrou no campo com um celular, foi suspenso por uma partida.
Yahoo